ABCB Senepol

Associação Brasileira dos Criadores de Bovinos Senepol

A entrada da Raça Senepol no Brasil se deu pela parceria entre Ganadera 63 (Paraguai) e Fazenda Nova Vida importa Senepol dos Estados Unidos. Em novembro de 2000, chegam os primeiros animais a Ariquemes/RO, para serem multiplicados pelo processo de FIV (fertilização in vitro) dentro da fazenda.

Ao mesmo tempo, um grupo de criadores das Fazenda da Grama, Fazenda Santa Fé e Agropecuária Stéfani importa 700 embriões Senepol para trazer ao Brasil e transferi-los em receptoras, para assim dar início a um rebanho puro.

Pouco tempo depois, em 2001, esses pioneiros importadores do Senepol no Brasil já começam a articular com técnicos e o Ministério da Agricultura a formação de uma associação para regulamentar a raça. Em abril de 2002, foi criada a Associação Brasileira dos Criadores de Bovinos Senepol. João Arantes Júnior assumiu como primeiro presidente dessa Associação que não para de crescer.

O Senepol, que é fruto do cruzamento de raças taurinas europeias e africanas, por suas características e adaptabilidade, tinha tudo para dar certo em solo brasileiro e deu. Somente nos últimos 5 anos o número de criadores registrados na ABCB Senepol passou de 95 para 600.

Com sede em Uberlândia, a ABCB Senepol tem trabalhado fortemente no PMGS, Programa de Melhoramento Genético do Senepol e empunhado o lema “do pasto ao prato”, apostando no crescimento da raça e multiplicação do cruzamento industrial para o fortalecimento da bovinocultura brasileira.

Página Inicial Voltar ao Topo